Opinião do Meu Povo - Cristãos e Judeus - Unificação - Ciência Eterna

Ir para o conteúdo
UMA NOVA RELIGIÃO

"E tendo fome, quis comer; e, enquanto lho preparavam, sobreveio-lhe um arrebatamento de sentidos. E viu o céu aberto, e que descia um vaso, como se fosse um grande lençol atado pelas quatro pontas, e vindo para a terra. No qual havia de todos os animais quadrúpedes e feras e répteis da terra, e aves do céu. E foi-lhe dirigida uma voz: Levanta-te, Pedro, mata e come. Mas Pedro disse: De modo nenhum, Senhor, porque nunca comi coisa alguma comum e imunda. E segunda vez lhe disse a voz: Não faças tu comum ao que Deus purificou” (Atos 10:10-15).

A Palavra de Deus é proveitosa para nos ensinar, para que sejamos preparados para toda a boa obra, assim diz a instrução de Paulo a seu discípulo Timóteo. Que estamos vivendo dias de grande confusão de rosto, não se tem dúvidas. O espírito do mundo, utilizando a poderosa ferramenta da ‘internet’, convence com facilidade as mentes sobre os mais variados aspectos da vida, modificando costumes, pervertendo as almas, interferindo nas relações humanas de forma destruidora, tendo, ao mesmo tempo, poder de persuasão para divulgar mentiras com capa de verdade. Por trás disso está o espirito do comércio e do lucro. A situação é grave e merece profunda reflexão.

Um dos aspectos da vida grandemente afetado pelo espirito de confusão da ‘internet’ é a área da nutrição. A todo instante é divulgada uma novidade. No instante seguinte a novidade é substituída por outra, muitas vezes desmentindo a anterior e afirmando nova verdade. E assim os dias seguem, com as mentes ocupadas por falsas notícias que se sucedem em uma velocidade absurda, interferindo em hábitos e costumes, muitas vezes trazendo mais prejuízos que vantagens para os que ouvem.

Necessário é que se faça uma reflexão sobre esse fenômeno. Hoje o homem vive em uma época de grande abundância, jamais experimentada ao longo de sua história. E abundância de todas as coisas: tecnologia, alimentação, conforto, instrução, medicamentos, enfim, tudo o que as pessoas precisam para viver bem. Surpreende, justamente quando tem mais à sua disposição, é quando mais se privam da graça de Eterno Deus, por estarem excessivamente envolvidos consigo mesmos e com o espírito do mundo.

O movimento que aparenta ser de valorização da vida, pelos supostos cuidados com a saúde, é marcado por excessos de toda ordem. De repente a abundância de alimentos produzidos passou a ser o vilão da saúde. O que é noticiado em grande escala, principalmente pelas redes sociais, grandes geradoras de falsas notícias, é que toda a alimentação está contaminada por venenos. Nada que seja produzido pelo homem serve para alimentar a massa de pessoas que escutam e defendem essas tais verdades. E não há quem as convença do contrário. Não há argumentação que faça sentido. O fenômeno é de obsessão coletiva.

O movimento se assemelha à religião. Todos acreditam e nada precisa ser comprovado. O espirito é o mesmo, pois, nada dessas supostas notícias precisam de comprovação da ciência para seus seguidores. Entretanto, existe uma ciência na área da saúde, bem fundamentada, com métodos específicos de investigação, que confirmam ou rejeitam as hipóteses oriundas da realidade. A questão do alimento contaminado por venenos vendidos nos mercados em larga escala, gerando câncer ou outras doenças, ou do trigo modificado geneticamente produzindo um glúten assassino, não encontra sustentação na ciência, pois, não há comprovação dessa hipótese nos estudos. Isso não quer dizer que não existam pessoas que tenham suas sensibilidades ao trigo ou a elementos estranhos encontrados nos alimentos industrializados. O percentual de pessoas portadoras dessas alterações no organismo, porém, é mínimo. A ‘internet’, no entanto, tem produzido centenas de milhares de pessoas doentes.

Parece claro que existe mesmo uma doença coletiva, não produzida pelos supostos venenos dos alimentos ou do trigo modificado, mas pela falta de fé no Eterno Deus de Israel. O povo que ouve esse espirito mentiroso com suas falsas notícias, sem submeter ao crivo da racionalidade e da comprovação da ciência, disponível a todos, certamente está iludido pelo espírito da nova religião da ‘internet’, esquecidiços das maravilhas e das promessas do Deus vivo para os seus filhos. No livro Gênesis, no relato da Criação, Deus disponibiliza todas as suas obras ao homem: "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi” (Gênesis 1.29,30).

O povo de Deus, envolto nessa irracionalidade e esquisitice, não estaria amaldiçoando a obra do Criador? Acaso prometeria Deus alguma coisa que não cumprisse? O projeto de Deus não deu certo? Os homens conseguiram estragar a obra do Eterno e Poderoso Deus com suas loucas intervenções? Haveria no mundo alguma situação que não estivesse sobre o controle do Deus único? Ora, irmãos, certamente alguma coisa está muito errada com nossas posturas e atitudes diante do Altíssimo. O profeta Isaías acusou o povo de falar de Deus com os lábios, e não com o coração, dando-se ao mundo e suas vaidades. É hora de se avaliar a quem servimos, se aos deuses do mundo ou ao Poderoso Deus de Israel, Criador de todas as coisas.

Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone: (17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone: (17) 32258229
Fone: (17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone:
(17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Voltar para o conteúdo