Blog Meu Povo - Cristãos e Judeus - Unificação - Ciência Eterna

Ir para o conteúdo

Como resistir ao pecado

Cristãos e Judeus - Unificação - Ciência Eterna
Publicado por em Meu Povo ·
Não são poucas as pessoas que desejam saber o que fazer para dizer “não” ao pecado que tão de perto nos rodeia. Vivemos num país de liberdades, onde cada um faz da sua vida o que bem entende. E, num ambiente assim, fervilha por toda parte a obra do diabo. Ele é o tentador que deseja arrastar você, a mim e a todos nós para as regiões sombrias da morte, onde as almas são atormentadas sem misericórdia. Você já pensou nisso? Não? É bom pensar, e não só pensar, como agir para proteger-se das armadilhas do inimigo da nossa felicidade. E, não falamos somente da felicidade terrena, passageira e efêmera; mas da felicidade duradoura, a da Vida Eterna que nos prometeu Jesus. Você quer ser feliz para sempre? Pensemos um pouco.

Há muitas definições para o pecado e seria tedioso avaliar cada rapinagem que nós somos capazes de cometer. Na verdade, nascemos inclinados para as coisas erradas. Por isso, precisamos de socorro. E, para não perder tempo, façamos um resumo, do que em verdade pode nos jogar no buraco da dor e do sofrimento. No Evangelho segundo João, capítulo 3, versículo 17, a Palavra diz que Deus enviou o Seu Filho Jesus Cristo ao mundo, para salvar o mundo; e frisou muito bem: “Não veio para condenar o mundo”. Jesus Cristo é o salvador do mundo e das almas de todos os que decidirem andar nas suas pisadas.

Do mesmo modo que não veio julgar o mundo, também não veio julgar nem a mim, nem a você. Ele veio nos salvar e não nos condenar. Eis a glória de Deus: enviar Seu Filho como um mensageiro do amor e do perdão das ofensas cometidas pelos homens nos tempos da ignorância. Mas, como podemos contar com essa Graça? Sim, porque é de graça. Não custa coisa alguma, irmãos; nem doações, nem dízimos, promessas ou sacrifícios. A salvação é obra gratuita de Deus, concedida aos seus filhos por Jesus Cristo. Então, todos nós podemos recebê-la? Sim, por que não? Então, já estamos salvos. Amém! Foi bem fácil, não é mesmo? Bem, mas receber a Graça de Deus, não é tão simples assim. O que nos diz a santa Palavra? Ela diz: “Quem crê nele, não é condenado; mas quem não crê, já está condenado”. Então, a questão não é o pecado? É isso mesmo, a questão não é o pecado. Com ou sem pecados, se não crermos que Jesus Cristo é o Senhor, estaremos condenados, pois não há maior pecado do que não crer no Unigênito. Se não cremos Nele, o pecado permanece; assim como o aguilhão da morte e a vitória do inferno. Sem a fé no Filho de Deus, não encontraremos paz em lugar algum. Mas, se formos salvos por essa fé, estaremos em paz, seja nessa vida terrena, fora dela ou em qualquer outro lugar do universo infinito de Deus.

Bem, então, está tudo certo. Eu creio no Filho de Deus e minha paz e felicidade já estão garantidas. Bem, aqui também, as coisas não são tão simples. Eu preciso crer em espírito e verdade, o que quer dizer: se creio, mas não tenho obras de misericórdia e de amor pelo meu próximo, minha fé é vã. Ela, a fé, está apenas nos meus lábios, mas não no meu coração. Quem for batizado pelo Espírito terá sua vida renovada. Os hábitos morais serão gradualmente modificados, assim como os pensamentos e costumes. Não é possível alguém receber Cristo e manter-se naquela vida velha, que lhe causou tantos aborrecimentos. Paulo dizia: “Se morremos para o pecado, como viveremos nele?”.

Olhemos então, para as nossas vidas, irmãos. Não importa de qual igreja somos; nem se somos dizimistas, ofertantes ou coisa do gênero. Se vivermos no pecado, não receberemos da Graça, nem participaremos do amor de Deus. Essa é a verdade. Não adianta ir à igreja e continuar pecando. É preciso parar de pecar. E isso é possível? SIM, felizmente.
Na epístola aos Romanos, Capítulo 7, Paulo faz uma profunda reflexão a respeito da dificuldade que temos para enfrentar o pecado. Ele diz que a causa da nossa fraqueza, são as inclinações da carne. Pelo corpo, somos arrastados aos prazeres. E, como vencer esse arrastamento sem se tornar infeliz? Sim, porque algumas pessoas dizem que ficariam deprimidas, se deixassem de desfrutar das coisas do mundo. Mas isso é verdade? Sim, para os que são do mundo. Mas para os crentes, o Apóstolo indica o caminho da vitória, dizendo: “Dou graças a Deus, por Jesus Cristo, Nosso Senhor”. Quer dizer: o pecado só pode ser vencido por meio da fé no Unigênito. Com Cristo, somos mais do que vencedores. E, se em nós habita o Espírito Santo, não temos comunhão com o mundo; e receberemos de Deus a paz que o mundo não dá, além dos cuidados que o espírito desse século igualmente não pode dar; pois nele não há verdade.

Irmãos! Façamos as obras do Espírito Santo. Habituemo-nos a uma regular e diária leitura da Palavra de Deus. Estudemos muito a vida de Cristo e a doutrina dos Apóstolos. Oração? Todos os dias, pela manhã, sem cessar. E mais: clamor, participação na igreja, louvor e vida santa. Façamos todas as obras abençoadas e recomendas pelo Senhor Jesus e o diabo se afastará de nós. Este é o caminho para a libertação e para a resistência ao pecado. Jesus é o único Caminho. Não há outro. Shalom!

"Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós". - (Tiago, 4.7)



Sem comentários


Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone: (17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone: (17) 32258229
Fone: (17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone:
(17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Voltar para o conteúdo