Blog Meu Povo - Cristãos e Judeus - Unificação - Ciência Eterna

Ir para o conteúdo

Acordar enquanto é tempo

Cristãos e Judeus - Unificação - Ciência Eterna
Published by em Artigos · 1 Março 2017
Teólogo é todo aquele que fala de Deus no sentido de ensinar. Mesmo que balbucie algumas palavras, isso é teologia. Você não precisa fazer um curso para ser teólogo. E isso é bom. Que se fale muito de Deus, ainda que seja superficial. Isso não importa. O que interessa é que o pensamento da existência de Deus seja conhecido pelo maior número possível de pessoas, como numa semeadura. O Espírito cuidará do crescimento e dos frutos no devido tempo. Amém!

A teologia tradicional é um conjunto de interpretações que as igrejas católica, protestante e evangélica deram aos textos bíblicos com a finalidade de criar unidade no pensamento cristão. Como a teologia é produto do pensamento dos homens, seria prudente que fosse atualizada de tempos em tempos. Mas, tanto no catolicismo, quanto no evangelismo, pouca coisa tem mudado. Um tema crucial para se compreender as Escrituras e a missão do Povo de Deus, é o entendimento do mundo que está além da morte. Católicos e evangélico costumam por um véu de mistério diante dos olhos, quando o assunto pende para o além. Ora, é justamente a respeito de vida, morte e vida depois da morte, que tratam as Escrituras. Quem não entende a morte, somente especula a respeito da vida.

Sob o pretexto de combater o gnosticismo, líderes católicos dos primeiros séculos consideraram como hereges todos os pensadores da igreja, que insistiram tratar desse assunto. O resultado desse zelo excessivo, foi o nascimento de uma igreja que até hoje, não faz outra coisa senão cuidar das coisas temporais. Poucos sacerdotes preocupam-se com a instrução moral e espiritual das pessoas. Teria a igreja de Cristo vindo ao mundo para ser um poder político no mundo? Certamente que não. E não precisa ser gênio intelectual para perceber nas Escrituras, que a igreja deveria cuidar exclusivamente da salvação das almas e sua instrução na Palavra de Deus; e isso tendo em vista a eternidade.  

Embora respeitável e dotado de inúmeros predicados, o catolicismo sempre caminhou na obscura vida da idolatria. É um direito que possui o de fazer como quiser. Mas, para fins de teologia, está em desacordo com a Palavra de Deus. Por ter se afastado em demasia do Evangelho de Cristo, a igreja católica viu-se dividida em duas. A Reforma Protestante foi um esforço de se voltar ao evangelho primitivo. O resultado, porém, não foi dos melhores. Os protestantes não conseguiram se livrar do espírito do catolicismo e arrastaram para suas fileiras a teologia católica. Exceto pela idolatria, a igreja protestante é bem parecida com a católica. Quando começou a perder forças, a igreja protestante viu aparecer no cenário de sua vida teológica, uma nova igreja, a igreja evangélica que, segundo dizem, era um sopro do Espírito.

A igreja evangélica logo deu filhas, e vieram a lume as pentecostais, neopentecostais e variantes. No geral, essas igrejas são instituições que pouca ou nenhuma identidade tem com a igreja primitiva. Fazem uso indiscriminado das Escrituras, se abrigam no manto da Constituição Federal e, não raro, cometem abusos e injustiças por toda parte. O pior é que esses ultrajes acontecem diante da ignorância teológica do Povo de Deus. Mas, vem o dia em que as coisas que se fazem em oculto, a todos serão mostradas. Então se verá com toda clareza, onde estão os bodes e as ovelhas.  Isso é profecia. Não perdem por esperar!

A teologia (católica, protestante e evangélica) teve um papel importante na condução da igreja. Falamos dela agora como o corpo de Cristo. Mas, os tempos mudaram e a teologia, infelizmente, é a mesma de sempre. E, sendo assim, é hora do Povo de Deus assumir o seu importante papel de Consolador e anunciador das Boas Novas a respeito do Reino. O capítulo 34, do livro de Ezequiel, trata da exaustão do sistema religioso. O Espírito diz para quem quiser ouvir, que não pode mais contar com seus pastores e que vai cuidar pessoalmente da instrução do Povo. Embora escrito numa época distante, a passagem é uma lição que pode perfeitamente ser aplicada aos dias atuais. Pedimos aos amados leitores que a examinem e vejam, com os próprios olhos, se não é uma “radiografia” dos nossos dias. É hora de nascer entre os cristãos, a Teologia dos humildes, dos pequenos, a teologia do Povo. O Espírito deseja ensinar para suas ovelhas, aquilo que os teólogos e os pastores não perceberam ou preferiram descartar. Se você concorda, diga amém e venha! Se você não concorda, siga o seu caminho. Sejam bem-vindos irmãos teólogos.



Sem comentários

Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone: (17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone: (17) 32258229
Fone: (17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Fone:
(17) 32258229
Segunda a Sextas-Feiras
das 9 às 17 horas.
Voltar para o conteúdo