Encarnação - Cristãos e Judeus - Unificação - Ciência Eterna

Unificação da Casa de Israel
(Ezequiel 37.21)
Ir para o conteúdo

Encarnação

PRINCÍPIOS
ENCARNAÇÃO sucessiva das almas
A encarnação sucessiva e progressiva é uma lei natural, que governa a existência e trânsito das almas na dimensão visível da Criação. Como os corpos físicos são perecíveis e morrem com o passar do tempo, as almas alternam a existência na vida terrena, com intervalos de tempo nos céus da eternidade. O espaço de tempo entre o morrer e o nascer em um novo corpo é maior ou menor, sofrido ou feliz, em função do estado moral/espiritual de cada alma. Ao nascer novamente, a alma anima um novo personagem, segundo os propósitos do Eterno Deus.

A alma surge na Criação quando é gerada pelo Eterno Deus, no tempo em que o Universo foi criado. Ao separar-se do seio Divino, mergulha em um profundo sono, cujo despertar será para a vida de íntima comunhão com o Criador. Os rudimentos da lei da encarnação sucessiva podem ser encontrados em alguns relatos bíblicos. Não se trata de princípio doutrinário, mas de uma lei de Deus, pois toda a Criação está sujeita à progressividade. Tal lei não aparece nas Escrituras como aplicável à realidade das pessoas comuns, uma vez que, no tempo em que foram escritas, o homem não tinha desenvolvimento intelectual e científico para vislumbrar tal possibilidade.

A encarnação sucessiva das almas explica e fundamenta a existência da história do Povo de Deus, em muitos períodos destinados à sua instrução e aprendizado. Os dons da alma não podem ser desenvolvidos, em seus muitos aspectos, utilizando apenas o curto espaço de uma vida. O nascer repetitivo das almas dá sentido à existência do próprio Livro Sagrado e ao cumprimento de suas promessas. Sem a lei da encarnação progressiva, a geração de um tempo presente não teria ligação com as gerações passadas, ficando sem solução de continuidade. As Escrituras afirmam: “Te levantarás na tua descendência”, apontando que a alma seguirá existindo no futuro, nascendo em membros de sucessivas gerações.

É indispensável não confundir encarnação sucessiva, com reencarnação, princípio espiritualista que norteia seitas reencarnacionistas. Na encarnação sucessiva, em algum momento de sua história, a alma é salva pela ação Divina. No conceito secular da reencarnação, a alma encontra sua salvação por si mesma, o que é princípio contraditório ao sentido geral das Escrituras Sagradas.

Como lei geral do Universo, a encarnação sucessiva das almas dá resposta a todas as dúvidas relativas à existência da alma, sua origem, trajetória e futuro. Sem considerar tal princípio, qualquer ensino teológico é incompleto e irracional. A encarnação engrandece a alma e o próprio Deus Eterno, fazendo o homem compreender a sua eternidade no tempo e espaço, deixando de ser apenas um corpo material, que vive por certo tempo, para assumir que é de natureza Divina e que existirá eternamente.

xCIÊNCIA ETERNAx
Conheça os fundamentos.

Se você recebeu bem os princípios anunciados no Portal Meu Povo, inscreva-se para ter acesso a estudos, pregações e eventos.

Ciência Eterna
Voltar para o conteúdo